Recomenda-se:

Netscope

Friday, July 20, 2012

Um amante! Ela tem "um ámantchi"!***

                          

***choramingado em tom de novela mexicana dobrada em "brasileiro",
           entenda-se...senão não tem graça.


Newsflash, meninas: eles têm ciúmes das coisas mais parvas. Recordam-se deste texto? Ultimamente, tenho assistido a cenas muito estranhas. Uns fazem asneira da grossa e depois ficam cheios de medo que a amada lhes devolva a "gentileza" e fuja com um garboso cavalheiro, mesmo que a desgraçada esteja fechada em casa a chorar as mágoas.
Outros não se explicam mas pedem explicações e começam a imaginar " um amante! ela tem um amante!" (ou uma data deles, como se uma mulher com vida própria tivesse tempo para isso...provavelmente nem lhe resta vagar para usar todos os vestidos que tem, quanto mais para dar confiança a marmanjos). Claro que ainda há aqueles que desaparecem de cena - mas se são substituídos, cai o Carmo e a Trindade.
      E  isto acontece em mais casos, moldes e formatos,  basta olhar para os jornais. Mas está tudo maluco, já ninguém confia em ninguém, ou há um vírus Othello à rédea solta?
 Querendo esclarecer o mistério, "entrevistei" um digníssimo exemplar masculino, um dos poucos homens com H que conheço, que me explicou como funciona a mente dos marialvas: a partir do momento em que um homem sai regularmente com uma rapariga, ou lhe dá uma beijoca, espera exclusividade da parte dela. Nada de jantarinhos nem conversinhas com outros rapazes bem parecidos, ou ferram-lhe com um carimbo " NÃO CONFIAR NESTA BRUXA".

Sissi: Essa sensação de "traição" é válida mesmo que não exista um namoro assumido ou que a relação esteja em fase de interregno? 
O Grande Especialista: Pois. É um acordo tácito.
Sissi: Mesmo nesta era de "relações abertas", sem compromisso, pressões nem explicações?
O Grande Especialista: Sim.
Sissi: Mesmo que estejam zangados e não se falem há semanas?
O Grande Especialista: Sim. É uma questão de vínculo invisível, de posse.
Sissi: E se ele andar para aí com esta e aquela?
O Grande Especialista: Diminui a culpa dela, mas não deixa de ser traição na mesma.
Sissi: Mas não há compromisso nem declaração! Como é que uma pessoa adivinha?
O Grande Especialista: .....é assim. Quem gosta de uma pessoa não tem espaço para mais ninguém. Ou é, ou não é.

E ainda dizem que as mulheres são complicadas! Olhem enquanto se ganha má reputação sem qualquer intenção maldosa. Tudo explicadinho e detalhadinho, e ainda é pouco...cruz credo!


 Bem falava o tio Alice Cooper, que sabe do assunto:



I hear you callin' and it's needles and pins 

I wanna hurt you just to hear you screaming my name

Don't wanna touch you, but you're under my skin 
I wanna kiss you, but your lips are venomous poison



You're poison runnin' through my veins

You're poison, I don't wanna break these chains










No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...