Recomenda-se:

Netscope

Saturday, November 16, 2013

Cuidado com as superstições.

                             
Cá em casa somos dados a algumas tradições e crendices, como já contei - mas felizmente só crendices úteis, em modo lá que as há, há. E muitas delas relacionam-se com encontrar objectos perdidos dentro de casa, porque não há coisa mais chata do que correr todas as divisões em busca de não sei quê que ainda agora aqui estava e agora anda perdido não se sabe onde. Uma delas foi uma velha benzelhice brasileira que me ensinaram e que (coincidência?) funciona às mil maravilhas. 
 Pega-se num pedaço de pano comprido (um cinto, uma fita, qualquer coisa) e dão-se três nós, dizendo:

  "Amarro o rabo da macaca e enquanto não encontrar...(objecto perdido) não desamarro o rabo"

E deixa-se ali estar, até que o desaparecido em combate dê sinal de vida. Assim que isso aconteça, desamarra-se o "rabo da macaca". Simples, não é? 

Ora, no que concerne a crendices gosto sempre de lhes avaliar a origem, e de saber quem é o santo (ou entidade, ou ser mágico) envolvido. Mas já pesquisei e não sei mesmo quem é a macaca mágica. O que sei é que não é bom deixar promessas por pagar, seja a quem for, muito menos a alminhas com poderes.

Pois bem, de há uns tempos para cá comecei a notar que me faltava isto e aquilo: umas das minhas botas preferidas. Livros. Cosméticos.  Uma carteira Balenciaga que estava para arranjar mas que eu tenho a certeza de não ter tirado de casa. Umas calças Kenzo que queria MESMO usar este Inverno. Mau, Maria. Algo de estranho se passa. 

Nem de propósito, fui dar com um "rabo" amarrado há meses, com nós cegos. Para ali ficou esquecido e foi um sarilho para o desatar. Acho que a macaca se vingou, e logo nas minhas coisas preferidas. Já se sabe que os macacos não são seres de confiança e pelo sim pelo não, agora que está tudo solto, vou esperar que apareça o que está escondido. Às vezes gostava mesmo de ser uma pessoa como as outras, sem grande imaginação nem crença alguma em nada. 
 Podem experimentar este pequeno "bruxedo" se vos der jeito, mas não se vão esquecer de desatar os nós depois de terem o serviço feito e  dizer que a culpa é minha. Não me responsabilizo, fica escrito...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...