Recomenda-se:

Netscope

Friday, November 15, 2013

Pessoas que me confrangem: wake up and smel the coffee!


Há indivíduos que sofrem de uma espécie de anorexia mental invertida. Gente assim tem o condão de - consoante os estragos que causa ou não- 
despertar-me um misto de pena e insuportável vergonha alheia ou provocar na minha pessoa sentimentos muito pouco cristãos. Passo a caracterizar o espécime: quem sofre de anorexia nervosa vê ao espelho uma imagem balofa quando na realidade está num estado de fraqueza extremo, não é?

 Pois as pessoas que padecem de anorexia mental invertida têm uma percepção totalmente deformada de si mesmas, mas só para o que lhes dá jeito. São incapazes de ter noção das próprias fraquezas, de pôr a mão na consciência e de poupar os outros às suas figuras de urso. Em caso extremo - já que a imagem distorcida costuma vir acompanhada de ambições a condizer com a ideia falsa que estas pessoas têm de si mesmas, e logo, o resultado é frustração sobre frustração - esta "doença" descamba em comportamentos desagradáveis, agressivos ou perigosos. 

Ou seja, como não conseguem a bem aquilo a que se acham com todo o direito, vai de fazer batota, arranjar intrigas, usurpar o que não lhes pertence... enfim, aquelas coisas que acontecem em thrillers onde há sempre uma maluquinha que se finge de santa e acaba por se revelar uma stalker com sede de sangue, estilo Jovem procura companheira ou A mão que embala o berço.

 E se julgam que estou a brincar, olhem à vossa volta. Exemplos não faltam:

- As pessoas que não sabem cantar um dó, mas que não só querem ser famosas (para isso vai-se à Casa dos Segredos, reservada a uma categoria diferente de gente doida) como fazem questão de ser CANTORAS.  Exigem atormentar os ouvidos de quem está em todas as festas e tentam concursos de televisão, acabando por ser alvo de chacota. E quando lhes dizem de forma mais ou menos piedosa que não dão uma para a caixa, enfurecem-se, dizem que ainda vão vê-los a ganhar um Grammy, e por aí fora...

- As pessoas que têm a mania que sabem escrever. Pior - têm a mania que são POETAS. Enchem os murais dos facebooks da vida com os seus "escritos" à moda do Rancho Folclórico lá da terra (cujas rimas populares terão decerto mais profundidade) declamam "versos" cheios de lugares comuns - sobre o NADA, sobre a paixão, sobre a espuma do mar - e se estiverem numa de ser avant garde, acrescentam umas tiradas eróticas. Isto tudo acaba inevitavelmente em edições de autor ranhosas que os amigos são constrangidos a comprar.

- As pessoas feias, mas mesmo feias que dói, com a mania que são lindas. A umas dá-lhes para tentar ser modelos, levando sucessivamente com a porta na carantonha.
A outras, para usar fatiotas totalmente inapropriadas: olham-se ao espelho e  vêem a Adriana Lima, mas as pessoas na rua só conseguem ver uma gárgula de Notre Damme de mini-saia. A outras ainda dá-lhes para o auto elogio (que ninguém secunda) para citar canções parvas "You are beautiful, no matter what they say, words can´t bring you down" e para apanharem fixações por pessoas muito fora do seu alcance, movendo uma verdadeira marcação cerrada. Quando ouvem "não és o meu tipo" ainda ficam muito indignadas. E lá vão regar aos quatro ventos como é que uma pessoa tão bonita levou uma tampa.

- Os indivíduos incompetentes com a mania que são espertos: começam por rodar as escolas todas, os colégios privados todos (geralmente, com o beneplácito de paizinhos cegos)  porque a culpa é dos professores que não entendem a sua genialidade, dos colegas que são maus para eles, etc. Quando chega a altura de entrar no mercado de trabalho, é mais do mesmo: ora são despedidos a torto e a direito porque ninguém os consegue aturar, ora a frustração acumulada os torna tão passivo agressivos e esquisitos que deixam toda a gente desconfortável, e ninguém os contrata. Então viram-se contra aqueles que invejam: que este tem cunhas, que aquele tem um pai rico, etc, etc...

Indivíduos assim são um poço de ambições desmedidas, de vaidades sem motivo, de inveja negra...e uma fonte inesgotável ora de troça, ora de chatices. Sendo que tudo isso reside numa enormíssima falta de modéstia, e que estamos num País Católico onde a cultura vigente prega a humildade, só posso concluir que isto é muita falta de religião junta. Ou que almas destas são obra do Demo. Só pode. Às vezes, o diabo consegue ser ainda mais feio do que  pintam.



No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...