Recomenda-se:

Netscope

Sunday, January 5, 2014

Quando uma figura pública desaparece...

                                

...começam os RIP nas redes sociais e a corridinha ao Like gratuito, à audiência privada, ao share de Facebook ou Twitter. Neste caso, até de pessoas que não gostam de futebol, e que dizem aos quatro ventos não apreciar o desporto rei. Eu não sou apreciadora e digo-o aos quatro ventos, mas não vou agora comentar a biografia do Pantera Negra (nome giro, por acaso..) só porque está na ordem do dia. 

E  a título de curiosidade, até podia fazer o post lacrimoso a recordar o dia em que conheci o senhor em tempos idos, num plateau de um programa de TV qualquer. Cumprimentámo-nos. Foi simpático. Não lhe pedi autógrafos para os meus amigos benfiquistas, apesar de ter alguns ferrenhos. Não é o meu cup of tea. Seria uma audiência tremenda, às tantas até há por aí imagens disso. Mas não faz sentido fazê-lo, sabem porquê? É que sabem, eu não gosto de futebol. Não gosto, não aprecio, não compreendo, é-me perfeitamente indiferente. Chama-se a isto coerência.

 A partida de alguém razoavelmente decente para o outro mundo é sempre de lamentar, mas acrescentar condolências popularuchas que assim como assim ninguém de interesse ou relacionado com a família vai ler é sinal de várias coisas- principalmente quando não se vibra com o trabalho da pessoa visada, ou quando não se é uma autoridade na área em causa. Falta de imaginação, necessidade de aprovação, vontade imperiosa de dizer alguma coisa nem que seja ar e vento e vaidadezinha inútil de ver as luzinhas encarnadas a piscar, em modo "que bom, repararam em mim". Senhor, como me irrita o politicamente correcto e o que é dito da boca para fora, principalmente em casos sérios. Perante a dor da boca para fora há o luto verdadeiro da família, dos amigos, que não merece ser desvirtuado em likes e em shares, Não há paciência para as pessoas a quem (volto a dizer) tanto faz ser a noiva no casório como o morto no enterro, e menos ainda para aquelas a quem até o defunto serve para uns segundos de share, Decência e respeito, por favor. 

2 comments:

Portuguesinha said...

Este é o meu primeiro comentário ou primeira vez que vou expressar qualquer conversa sobre o tema. Tal como tu, figuras públicas e mediaticas não me despertam atenções em especial mas lamento que alguém minimamente decente parta. Contudo algo está muito errado quando se faz um alarido tão grande e uma exploração mediática dominante que inclusive remove qualquer outro acontecimento do seu direito de notícia. Uns são filhos, outros enteados.

O falecimento e funeral do Euzébio foi tão explorado pelos media (quase meteram a câmara dentro da cova junto com o caixão), que me apeteceu gritar por já não suportar ouvir pronunciar ou ver o nome do ex jogador de bola nem oralmente nem por escrito.

Portuguesinha said...

Este é o meu primeiro comentário ou primeira vez que vou expressar qualquer conversa sobre o tema. Tal como tu, figuras públicas e mediaticas não me despertam atenções em especial mas lamento que alguém minimamente decente parta. Contudo algo está muito errado quando se faz um alarido tão grande e uma exploração mediática dominante que inclusive remove qualquer outro acontecimento do seu direito de notícia. Uns são filhos, outros enteados.

O falecimento e funeral do Euzébio foi tão explorado pelos media (quase meteram a câmara dentro da cova junto com o caixão), que me apeteceu gritar por já não suportar ouvir pronunciar ou ver o nome do ex jogador de bola nem oralmente nem por escrito.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...