Recomenda-se:

Netscope

Friday, April 11, 2014

Cuidado, Sissi. Cuidado. (E...a pergunta do dia).

Jesus, o que eu ando a perder...snif, snif.

Pessoas minhas amigas: a Sissi tem de morder a língua, de refrear o vício jornalístico/de profiler social/a vocação para antropóloga, de controlar essa compulsão que lhe dá para fazer pouco da roupa reles, da literatura para  mulheres desesperadas, das unhacas, das danças, das bimbalhices de ginásio e coisas assim. Qualquer dia ainda se zangam, e ai ai...

Eu, muito divertida com a ideia: E o que é que eles podem fazer? 
Declarar-me persona non grata, inimiga pública número 1 e colar o meu  retrato (assim com ar culpado e compungido) à porta de cada nails corner, de cada entrega de prémios do Correio da Manhã ou da TV 7 Dias, das sessões de autógrafos do Pedro Chagas Freitas, de cada estúdio de dança Passion & Salsa não sei quê, de cada ginásio fique-em-forma-e-arranje-simultaneamente- um grande-traseiro-umas-coxas- tamanho-gladiador-para-usar -com-calções-de-ganga-baratuxos- e-ainda-o-romance-da-sua-vida-com-o-Carlão, de cada jantarinho de mulheres com direito a strippers oleosos, de cada lojinha onde se vendam carteiras contrafeitas e vestidinhos de lycra tamanho cueca, de tudo quanto é reduto de seita onde se impingem batidos milagrosos e salões de cabeleireiro onde se fazem extensões de meio metro e alisamentos a cilindro, com letras encarnadas a dizer:

 "ESTA RAPARIGA NÃO É BEM VINDA", como se faz aos batoteiros nos casinos?

É isso? Ai que desgosto. Como é que eu vou viver sem essas coisas? Coitadinha de mim, ´tão a imaginar

E eu que já vos ia perguntar, toda contente, se vocês saberão tirar-me uma dúvida de cariz científico: qual será a relação misteriosa entre as raparigas assim para o...bom, pouco recomendável, para o barraqueiro, ghetto trash...e o cabelo pintado de preto graxa?

 É que não se percebe. Se não são madeixas mal feitas e oleosas com ondas fixadas à custa de espuma plástica, é cabelo preto alcatrão, esticadinho, igualmente oleoso que dá lindamente com a pele mal tratada. Se calhar têm medo que sem isso, não as reconheçam. Que passem por alguém remotamente decente, o que seria péssimo. Ou que, tal como o Sansão, sem o cabelo percam os super poderes de galdeirice.

 Mas pronto, já não pergunto nada. Não quero sujeitar-me a uma condenação social dessas. Mea culpa, mea culpa, sou uma péssima pessoa (NOT!).

3 comments:

Sandy said...

Será que terei de pintar o cabelo de outra cor? Nossa, magoei!

Imperatriz Sissi said...

Sandy, a arte da galdeirice (e o mau ar que vem com isso é intrínseca e complicada). Não basta pintar o cabelo de preto graxa :D

Imperatriz Sissi said...

Sandy, a arte da galdeirice (e o mau ar que vem com isso) é intrínseca e complicada. Não basta pintar o cabelo de preto graxa :D

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...