Recomenda-se:

Netscope

Monday, July 3, 2017

Faltinha de cavalheirismo e de feminilidade. Só visto.





Na semana passada, vinha eu a caminho de casa e liga-me o senhor meu marido, divertidíssimo. 

"Andam aqui uns pássaros muito ruins à pancada! Há espaço para todos comerem mas eles não querem partilhar e desatam à bicada uns aos outros. Fazem cá um chinfrim!".




Acontece que ele, muito amigo de arranjos e engenhocas, montou no jardim umas casinhotas e uns doseadores de comidas para pássaros (também tivemos cá um esquilo, mas quando começava a ficar domesticado, assustou-se porque os vizinhos decidiram aparar as árvores junto à cerca e lá se foi o bicho de estimação). E tem corrido tudo bem. Pombos, rolas, pardais e outros (por aqui não falta bicharada e algumas espécies que eu nunca tinha visto) aparecem, servem-se e vão à sua vida até lhes dar a fome de novo.




Mas eis que estes novos "fregueses" não se entendiam.

 Fiquei sem saber que tipo de aves malvadas e malcriadas seriam até hoje, quando ouço um banzé danado. E realmente lá andavam uns cinco ou seis, apoiados no comedouro em grandes ameaças e reclamações.

 Não percebo grande coisa de ornitologia, mas pareceram-me da família dos melros, machos e fêmeas (eles pretos e ligeiramente maiores, elas de plumagem castanha). Uma vergonha! Elas aos guinchos e à bicada, eles a  afastarem-nas, a roubarem-lhes a comida e a lutarem uns contra os outros sem o mínimo de cerimónia, quando havia lugar "à mesa" mais que suficiente para jantarem como pássaros civilizados, salvo seja. Resultado - ninguém comeu em paz e foram-se embora ainda a refilar...

Fiquei cá a pensar se o normal não seria eles darem lugar às senhoras e elas tentarem pôr juízo nos machos em vez de se juntarem à peixeirada, como costumava ser. A Natureza anda toda virada do avesso...

Por trás de um grande homem há sempre uma mulher a revirar os olhos..

Até no reino animal se comprova: a igualdade cega não beneficia ninguém.  Quando elas  são pior que os rapazes e eles, vendo que é tudo o mesmo, não as respeitam nem se portam como cavalheiros, é a selvajaria pegada. Lá dizia o outro, as mulheres são a espinha moral da humanidade; elas deviam impor respeito, acalmar os ânimos;  e aos homens devia caber protegerem-nas e dar-lhes primazia.  

Sempre achei que esta a cena abaixo, do filme Brave, ilustra esta ideia lindamente:



É assim que devia ser! Eles uns brutamontes mas prontos a parar um furacão se uma senhora passa, e elas capazes de repor a ordem com um simples erguer de sobrancelhas. Mas quê...

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...